30 de ago de 2009

24 de ago de 2009

Thexder NEO (PSN / PSP)

Se você está na casa dos 30, provavelmente já viu este jogo. Era um robozinho que se transformava em uma nave, andando por um labirinto, com um laser teleguiado e um campo-de-força. Thexder fez muito sucesso nos tempos do MSX (sua melhor versão), mas também houveram versões para várias plataformas da mesma idade (ou mais novas). Lembro de ter jogado no NES também (fraquinha, mas divertida) e no Apple II GS de um amigo (argh! horrível!).

Thexder teve uma continuação excelente, de nome Fire Hawk - Thexder, the Second Contact, exclusiva para MSX (e, mais tarde, para PC). O jogo ficou muito mais complexo, já usava som FM e tinha várias armas e labirintos bem maiores e mais difíceis, porém, ficou restrito aos usuários de MSX2, que não era uma plataforma "mainstream" da época.

Eis que, 24 anos depois (mais velho que muito gamer de hoje em dia) o jogo ganha uma continuação prometida para PS3 (via PSN) e PSP de nome Thexder NEO. Sei lá o que a Game Arts (que não, não morreu!) e a Square/Enix vão fazer, mas para nós, da liga geriátrica de diversões eletrônicas, já é uma excelente notícia. Espero que eles peguem elementos tanto da versão original quanto do Fire Hawk, que também era um excelente jogo.

Será que, finalmente, esses caras vão assumir a crise criativa e vão começar a olhar para trás e reutilizar os títulos excelentes do passado nas plataformas atuais? Espero que sim.

14 de ago de 2009

Duality: ZF (Xbox 360)

Às vezes ficamos a nos perguntar: "Onde estão os clássicos?". Raiden. Gradius. Thunderforce. E a única resposta lógica que nos vem é: "No passado".

É possível, em pleno ano de 2009, esbarrar com um jogo que tenha todo aquele estilo de época? Tiros exagerados, trilha sonora furiosa, chefões enormes e tudo mais? Será que ainda sairão shmups que seguem esta fórmula? Ou será que estamos condenados a jogar clones e mais clones de Geometry Wars?

Verdade seja dita: Geometry Wars é legal. A continuação foi legal. Os primeiros dois ou três clones são legais. Mas os 625 jogos que seguiram a mesma fórmula são péssimos, como não poderia ser diferente.

E a pergunta permanece: Onde está o sucessor de Raiden? Cadê o Gradius? Cadê Thunderforce?

Pois bem, hoje, aleatoriamente, em uma sexta-feira meio (muito) parada, me deparei com Duality: ZF, dos iniciantes da Xona Games. O jogo segue uma proposta ousada e ao mesmo tempo clássica. É um Raiden com esteróides com alguns elementos à mais, como 4 players simultâneos e dual mode... e porque não 4 players e dual mode, totalizando 8 naves na tela? O tiro também fica ridiculamente grande, parece que são 32 evoluções em 2 modos de disparo, além de uma trilha sonora bem bacana.

O jogo está prometido para Xbox 360, custando 400 MSpoints. Sim, um jogo promissor e que custa uma merreca se compararmos com a quantidade absurda de lixo que tem para vender na rede da Microsoft por bem mais do que 400.