12 de mai de 2009

Solar Assault - O Gradius que você nunca jogou

Os arcades do Brasil nunca foram lá essas coisas, com exceção dos que foram montados nos grandes shoppings e parques de diversão.

Lembro que o do Playcenter era bem completo (com direito a máquina do Afterburner 2 e tudo mais) e o do Barra Shopping, no Rio, também (nesse eu vi Time Traveller e Rad Mobile, nos bons tempos em que a Sega apitava alguma coisa no mercado de games).

Porém, um amigo meu me perguntou esses dias: Se você pudesse escolher um arcade, qualquer um, para ter em casa. Qual seria?

A minha resposta imediata foi Solar Assault, versão 3D shooter do clássico. O jogo, que mais parece Starfox que Gradius, nem sequer chegou perto de vir aqui para o Brasil (óbvio!), mas foi lançado em 1997 no Japão e chegou a ter duas versões: Uma tradicional (gabinete comum de Arcade) e outra que, assim como o já citado Afterburner 2, vem montada em uma cabine com eixos pneumáticos que simulam o movimento da nave, além de uma tela enorme, que pega toda a frente do cockpit. Se fosse para dar uma de maluco e ocupar espaço em casa com algo enorme feito uma máquina de Arcade, que fosse uma tão fantástica quanto Solar Assault!

Para se ter uma idéia do que a gente perdeu, dê uma olhada neste vídeo da rom rodando no MAME, ainda em WIP, emulada com problemas. Depois olhe este vídeo (com qualidade pior), mas gravado direto da máquina original.

E para nós, que moramos na Jungle Land, a saída é esperar até que o MAME comece a emular melhor a rom, e, quem sabe, vamos ter a chance de pelo menos ver como o jogo é.

Obs: E você, se fosse ter uma máquina de arcade em casa, qual seria?

7 de mai de 2009

Indie Gaming: Guxt

Tudo o que é empregado em excesso faz mal. Isso é fato. Inclusive recursos.

Às vezes eu fico meio em dúvida se toda essa monstruosidade de recursos que os fabricantes anunciam nas specs das máquinas são realmente necessárias ou se chegam a atrapalhar mais do que ajudar. Ok, todo mundo gosta de gráficos bons, mas quantas vezes já presenciamos jogos absolutamente ruins ou simplesmente medíocres porque a produtora focou mais nos gráficos e simplesmente abandonou o gameplay? Ou a história? Ou os controles? Ou a AI dos personagens?

O exemplo mais típico que me vem à mente é Metal Gear, que só se tornou o que é hoje graças à falta de recursos. Em sua primeira versão de 1987, era para ser um jogo de tiroteio, correria e ação, como um Contra ou Ikari Warriors. A falta de recursos que o MSX e o NES tinham obrigou os designers a remodelar o jogo até que ele se tornasse um jogo de espionagem tática, que acabou dando certo no fim e fazendo talvez mais sucesso que se fosse mais um jogo de ação apenas.

Tirando este exemplo, existem inúmeros outros em que jogos ficaram mais legais com uma redução proposital de recurso disponível, e um exemplo disso é Guxt, o joguinho da figura, que mais parece um clone de Zanac para daltônicos.

Guxt não tem só duas cores. A cara de Gameboy em 95% do tempo foi proposital e ficou muito bom, mas tem outras cores no jogo também. Os tiros dos inimigos são em vermelho e tem algumas surpresas (ítens de bônus) que surgem em outra cor. O autor quis dar destaque e criar uma atmosfera diferente, e acabou fazendo todo o sentido. Ah, detalhe: O jogo todo tem menos de 1 Mb.

Quem quiser tentar jogar, pode baixar o arquivo daqui, mas fica o aviso: O jogo é difícil e só se joga pelo teclado (pelo menos até essa versão, que foi a mais nova que eu encontrei).

Obs: Este é um post Crossover, que saiu também no ArcadeRat, meu outro blog!

6 de mai de 2009

Novo Dodonpachi sai em breve nos Arcades (do japão!)

E quem achava que Dodonpachi tinha sido engavetado há alguns se enganou. A Cave, produtora do jogo, vai lançar dia 22 de Maio nos Arcades (do Japão, logo aí do lado) a nova versão do clássico que é considerado um dos melhores shmups de todos os tempos.

Dodonpachi - Daifukkatsu ("o grande renascimento") usa a terceira geração de hardware de arcade da Cave, cujas especificões ainda não foram reveladas à mídia. Os gráficos lembram muito a versão anterior, que saiu para PS2 e Arcade, só que a música está meio... hm... xoxa? O que há de errado com as guitarras do primeiro Dodonpachi?

De qualquer forma, é mais um bom shooter para o lineup de 2009, que já conta com vários títulos de peso, como a versão americana de Raiden Fighter Aces, coletânea para Xbox 360 com três "continuações espirituais" do também clássico Raiden.

5 de mai de 2009

Aviões esquisitos que você já derrubou (ou pilotou)

Se você já jogou Strikers 1945, jogos da série 194X ou os shmups da 8ing / Raizing, Takumi ou da Psykio, provavelmente já viu coisas como esta da figura abaixo. Elas provavelmente já apareceram como inimgos, ou, às vezes, como aviões jogáveis.



Aí você se pergunta: Será que isso foi viagem da cabeça do maluco do designer do jogo ou estes aviões existiram?

Eis que o brunobelo me enviou este site, com a história de muitos destes aviões-conceito.

Claro que algumas sem dúvida nenhuma foram produzidas com excesso de apelo criativo, mas
sim, boa parte destes aviões foram desenhados para ser armas de guerra e alguns até voaram!

Senti falta do Flying-Pancake, mas o site está bem completo e com muita informação. Vale um bookmark para futuras referências, especialmente para os vários game-designers que passam por aqui.

4 de mai de 2009

Ketsui para Xbox 360!


Os felizes fãs de shmups que possuem um Nintendo DS vão poder agora compartilhar sua alegria com os usuários de Xbox 360! Ao que tudo indica, está para sair para X360 uma versão "extra" de Ketsui Death Label, shooter da Cave (que são os autores de Dodonpachi e outros jogos sensacionais), que apareceu recentemente no mercado.

Não há ainda uma data de lançamento, mas o jogo já tem website e tudo mais. Resta saber se vai ser exclusivo para o público japonês, como de costume, ou se todas as regiões de Xbox 360 poderão acessá-lo.

2 de mai de 2009

Hail Ceasar !

Finalmente, as novas fotos da versão colorizada das naves do Gashapon Shooting Game Historica vol. 3. Eu, sem querer, chutei e acertei. A nave secreta (que está no canto inferior direito e/ou ainda escondida neste post aqui) é a Ceasar, de Star Soldier! Falei que era ela por puro chute e é ela mesma.

Ainda tem uma outra sacanagem. O fabricante está aceitando pre-orders e permitindo que os compradores escolham entre a nave vermelha ou a azul do Raiden. Como assim uma ou outra? E eu, que quero as duas, como fico? :)

1 de mai de 2009

King of Fighters: Sky Stage (Xbox 360)

Observe a imagem abaixo e responda:

Isso faz algum sentido para você?

Pelo visto, para o pessoal da SNK, deve fazer! A imagem acima é do jogo King of Fighters: Sky Stage, um shmup (sim, é um shmup!) que vai ser lançado na versão japonesa da Xbox Live Arcade.  No quadro da direita temos Kyo Kusanagi e Atena Asamiya voando, e na direita Kyo lança seu especial.

Isso me lembra que nem só de navinhas os shmups são feitos (lembra de Knightmare, Hinotori, Esp Ra.De. ?). E que as companhias que viviam só de fighting games estão entrando em crise também.

Shmupsbr - 1 Ano no ar!

Essa passou batido. Fui verificar quantos posts havia feito e notei que no dia 25 de Abril, este blog fez um ano!

Gostaria de agradecer imensamente o apoio de todos, os comentários, a recepção e todos os feedbacks que eu recebo pelo site. Como vocês podem imaginar, ele é imensamente importante para mim e eu tento sintetizar aqui a minha experiência com os shmups, que é o tipo de coisa que eu simplesmente não vejo sentido algum em ficar guardando só para mim.

Não tenho conseguido me dedicar ao site como eu fazia antigamente (afinal, ele começou como uma válvula de escape em um momento de desemprego e eu agora estou empregado novamente), porém, estou tentando achar tempo para sempre postar alguma coisa por aqui. Faltam ainda as próximas tirinhas dos Invaders, uma meia-dúzia de resenhas que foram começadas e não concluídas e mais uma porção de idéias que devem se concretizar nestes próximos meses.

Enfim, muito obrigado à todos os visitantes e aguardem por mais material em breve! Este primeiro ano foi só o começo.